2 Pensamentos
  1. Olha como está ilusão no dicionário: "Engano dos sentidos ou do espírito que faz tomar a aparência pela realidade."

    A vida é difícil e assusta às vezes, o que faz muitas pessoas fugirem para ilusão.
    Como você falou, todos fazem isso. A mente tem áreas seletivas que filtram as situações mais difíceis das mais agradáveis, etc.

    O problema é quando essa fuga se faz constante, onde a pessoa, com medo das situações reais, foge para um mundo de fantasia onde tudo se realiza utopicamente e sem esforço.

    Eu mesmo tenho uma ilusão: eu sinceramente gostaria de não ter que me preocupar com coisas materiais e do corpo, para viver exclusivamente para o meu crescimento espiritual e a prática das boas ações.
    O problema é que, na atual conjuntura da Terra, isso é uma ilusão: afinal eu tenho que trabalhar, estudar e tentar encaixar as coisas de caráter espiritual no meio de todo o resto.

    O bom é que eu me auto-conheço o suficiente para admitir que isso é um mecanismo de fuga de uma realidade que me incomoda e que me faz recalcitrar contra Deus por ter me colocado nela (risos)

    Isso é algo que poderei fazer apenas quando me aposentar, o que falta muito tempo ainda!
    Dessa forma, o melhor é viver a vida conforme ela é, de modo a não se frustrar dolorosamente no futuro.
    Porque a ilusão é como uma miragem: você a observa de longe e parece real. Você a vive e coloca todas as suas expectativas naquilo.
    Todavia, quando você chega mais perto, você vê que ela não correspondia à realidade.

    E isso vale não apenas para coisas e situações, mas com pessoas e afetos também.

    Existe uma lista de ilusões que muitas vezes nos permitimos (não vou falar todas senão fica muito grande), mas uma das principais é achar que nós mudamos as pessoas.
    Isso é uma ilusão enorme!

    E quando a gente aconselha alguém e não há o efeito que esperávamos, a gente se irrita contra a pessoa ou tomamos uma ação de não nos considerarmos capazes para ajudar com êxito e eficiência.

    Naturalmente você pode orientar alguém, estimular, motivar...
    Mas ela só mudará quando e se ela quiser e se predispor a isso.
    Pois seria o mesmo de achar que você tomando um remédio por alguém, ela ficará boa de uma doença: é ela quem tem que tomar o medicamento.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Essa conduta, inclusive, é patologicamente enquadrada pela psicologia, levando o apelido de "Mundo de Sophia".
    Esse nome surgiu de uma enferma de nome Sophia que vivia num mundo criado por ela, cheio de ilusões.
    Não podemos nos deixar envolver por ilusões, sejam elas quais forem, sob pena de despertarmos completamente infelizes e frustrados quando nos deparamos com a realidade.
    Parabéns pela reflexão! Muito bela!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e antes de tudo sejam bem vindos! *-*
Sintam-se a vontade para deixar opiniões, críticas...
Afinal esse Blog é para vocês;
- Seu comentário é muito importante, só assim saberei no que melhorar.
Beijos para todos ;*